top of page

Alunos da Rede Municipal visitam o Centro de Operações da Ponte

_BEA8858.JPG

Atividade fez parte da programação do Mês da Mobilidade, promovido pela NitTrans em parceria com outras secretarias 


Mais de 20 alunos da Escola Municipal Nossa Senhora da Penha, na Ponta D’Areia, participaram de uma visita ao Centro de Controle Operacional (CCO) da Ecoponte, nesta terça-feira (05). A atividade foi promovida pela Prefeitura de Niterói, por meio da Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans), e faz parte do Mês da Mobilidade. Ao longo do mês serão 44 atividades sobre educação para o trânsito, segurança viária e mobilidade ativa. As ações são uma alusão à Semana Nacional do Trânsito e tem como objetivo trabalhar a conscientização da população sobre sua responsabilidade no trânsito.


O presidente da NitTrans, Gilson Souza, explica que setembro é um mês importante de conscientização da população.


"O Mês da Mobilidade é um período de importante reflexão com atividades para conscientizar a população sobre segurança viária. Teremos eventos voltados para todos os modais como forma de chamar a atenção que todas as pessoas têm sua parcela de responsabilidade no trânsito".


Durante toda a manhã, os mais de 20 alunos participaram de visitas que incluíram uma ida ao Centro de Controle de Tráfego e conheceram os veículos de operações como ambulância e caminhão de reboque da Ecoponte. A visita teve a companhia de Rafael Ramos, Analista de Tráfego e CCO.


"A gente entende que é importante ter esse elo com as escolas municipais e que, nessa fase inicial escolar, já introduzir na mente deles a questão da segurança viária, a importância de uso de cintos de segurança, falar um pouquinho de semáforo, é fundamental. Depois de uma determinada idade, os pais, muitas vezes, os deixam sozinhos, então é importante que eles tenham essa pegada de saber como lidar na rua, como lidar com o trânsito e falar um pouquinho sobre a vivência do ciclista no trânsito da cidade de Niterói, que tem crescido cada vez mais".


As atividades começaram nesta segunda-feira (4). Durante toda a semana, as equipes da NitTrans estarão com ações, junto com os parceiros, dentro das escolas. Carlos Eugênio Latgé é da Subsecretaria Municipal de Educação de Niterói.


"Nós temos que atravessar o muro da escola. As crianças precisam conhecer novos espaços, saber o que a cidade deles possui, como é o trabalho da polícia, por exemplo. É importante para eles adquirirem conhecimento. Inclusive, acredito que é uma oportunidade que vai ajudar, amanhã ou depois, a escolher uma profissão. Eles estão encantados".


Mônica Oliveira é professora da turma do 3º ano do Ensino Fundamental e ensina crianças de 8 a 10 anos.


"Eles gostam de quando a gente fala que eles vão passear. Essas visitas agregam conhecimento. Inclusive, quando foi confirmado o passeio, as crianças fizeram trabalho em sala de aula, queriam conhecer a ponte, pensaram no que iam perguntar durante o passeio. Quando a gente já ensina desde pequenininho, eles se tornam adolescentes, jovens e adultos melhores no futuro em relação ao trânsito".


Bryan Oliveira, de 8 anos, contou que gostou tanto do passeio que acha que quer ser policial rodoviário federal.


"Eu vou contar para os meus pais que adorei conhecer o carro blindado com vidro duro e a moto da polícia. Acho que também quero ser policial federal. Vi as câmeras também e o que mais gostei foi de ver os barcos embaixo da ponte. Também aprendi que tenho que usar o cinto de segurança e a cadeirinha porque eu só tenho 8 anos e tenho que lembrar todo mundo no carro de usar", disse o menino empolgado.


De acordo com o policial rodoviário federal, Francisco Paulo, esse é um trabalho de longa data que a corporação realiza com crianças das escolas.


“A gente tenta essa aproximação com a sociedade, principalmente com as crianças. Dependendo do colégio, tem criança que nunca teve oportunidade de ter contato com outras profissões. A gente aqui procura mostrar que existem outras profissões, como a do policial, médico, enfermeiro, das pessoas que trabalham no resgate da concessionária. É importante mostrar que através dos estudos elas podem alcançar qualquer profissão”.

bottom of page